como-tratar-diabetes-aliviar-diabetes

Diabetes tem cura? ⟹ [Lair Ribeiro fala que sim] ⟸

DIABETES TEM CURA?

Segundo o Dr. Lair Ribeiro, a diabetes é uma doença nutricional. Muitos perguntam se diabetes tem cura, e pelo que vimos nas informações do Dr. Lair Ribeiro, muitas pessoas já obtiveram a cura da diabetes apenas modificando a alimentação.

A principal orientação que ele recomenda, é fazer uma dieta Cetogênica, onde não entra carboidrato, mas sim proteínas e gorduras.

Ele explica que o nosso corpo, quando precisa de carboidrato, ele produz através das gorduras depositadas no corpo (esse processo que acontece em nosso corpo, chama-se Gliconeogênese).

Por isso, quando é feito uma dieta dessas, a pessoa emagrece rapidamente.

 

ABORÍGENES SÃO CURADOS DA DIABETES

Indios Aborigenes são curados da diabetesSegundo o Dr. Lair Ribeiro, ele contou uma grande experiência com os índios aborígenes da Austrália.

Como sabemos, a alimentação dos índios que vivem na mata é totalmente diferente das pessoas que vivem nas cidades.

Lá não tem doces, massas, sanduíches, refrigerantes, ou seja, lá não tem comida industrializada.

E um certo grupo aborígenes, foram viver na cidade, logo, em pouco tempo, devido a mudança na sua alimentação, muitos deles foram acometidos a diabetes, pois não estavam acostumados com o tipo de alimentação que nós da cidade estamos acostumados a comer.

A solução foi a seguinte: o grupo que contraiu a diabetes, voltou a seu lugar de origem (a mata), e voltaram a comer a comida de seus ancestrais, ou seja, totalmente isento de alimentos industrializados, e zero de carboidrato.

Com isso, o pâncreas daqueles índios começou a descansar e a diabetes foi embora. Isso mostra que a diabetes tem cura sim.

Tudo isso graças ao alívio que deram ao pâncreas pela falta de carboidratos. 

O Doutor Lair Ribeiro afirma que é simples curar a diabetes. O problema, segundo ele, é que somos viciados em carboidratos e açúcares. E diz ainda que o açúcar é mais viciante que a cocaína (segundo experiências feitas em camundongos nos EUA).

E diz ainda que, se diminuirmos as quantidades de carboidratos, além de trazer a cura para a diabetes, vamos ainda contribuir para eliminar, e evitar, uma série de doenças em nosso corpo, como por exemplo o próprio câncer.

 

Como reverter pre diabetes

 ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

ÍNDICE DE DIABÉTICOS AUMENTAM NO BRASIL

Por via disso (o vício pelo açúcar e a má alimentação), o índice de diabéticos só aumentam no Brasil. No ano passado o governo divulgou informações do IBGE, dizendo que o índice de diabéticos no Brasil chegou na casa dos 9 milhões.

Sendo a maioria mulheres com mais de 5,6 milhões de casos, e os homens com 3,4 milhões de casos confirmados. Esse índice é realmente assustador, e certamente, esse índice é bem maior, pois nele está sendo considerado somente os casos confirmados.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

 

SINAIS DA DIABETES

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Sintomas da Diabetes

A diabetes é uma doença silenciosa, a maioria das pessoas que contraíram essa doença, só perceberam quando os sintomas estavam bem evidentes, que é uma fase bem avançada da doença. Por isso, sempre é bom prevenir, que remediar.

 

CONFIRA OS PRIMEIROS SINTOMAS DA DIABETES

 Como saber se você tem diabetes? A maioria dos sintomas iniciais são de níveis mais elevados de glicose que o normal, um tipo de açúcar no sangue.

Os sinais de aviso podem ser tão suaves que você não os perceba. Isso acontece especialmente no caso da diabetes tipo 2.

Algumas pessoas não descobrem que têm a doença até terem problemas a longo prazo.

Com diabetes tipo 1, os sintomas geralmente acontecem rapidamente, em questão de dias ou algumas semanas. Eles são muito mais graves, também.

De maneira geral, a diabetes é causada pelo excesso de açúcar (glicose) em nosso sangue.

Existem dois tipos de diabetes, a diabetes tipo 1, que costuma surgir principalmente durante a infância e adolescência, e a diabetes tipo 2, que atingi pessoas mais jovem e de mais idade, e está relacionada a má alimentação e excesso de peso.

 

SINTOMAS DA DIABETES NA FASE INICIAL

  • 1) Sintomas da Diabetes: Aumento na sede

Sintomas da Diabetes - Muita sede

Há gradativamente um aumento na vontade de tomar água, isso acontece, por que a pessoa diabética urina com muita frequência, devido ao excesso de glicose no sangue.

Pois a grande quantidade de glicose no sangue, faz com que o paciente urine com maior frequência.

A perda da água provoca desidratação, que automaticamente faz o paciente beber mais água.

 

  • 2) Sintomas da Diabetes: Excesso de urina

Sintomas da Diabetes - Vontade de urinar

Relacionado ao primeiro sintoma (aumento na sede), o excesso de urina acontece devido a alta concentração de glicose no sangue, geralmente acima de 180mg/dl. Assim, o próprio corpo se encarrega de eliminar esse excesso, e o jeito mais fácil para isso é eliminando pelos rins, através da urina.

Dessa forma, quanto maior for a glicemia (concentração de glicose no sangue), mais urina o paciente eliminará.

 

  • 3) Sintomas da Diabetes: Cansaço “sem motivo”

Sintomas da diabetes - cansaço

 

O cansaço excessivo geralmente sem motivo comum, é ocasionado por dois motivos, um é desidratação conforme comentamos acima, e o segundo motivo é pela incapacidade das células receberem glicose, pois a glicose é a principal fonte de energia de nosso corpo.

 

 

  • 4) Sintomas da Diabetes: Perda de peso

Sintomas da Diabetes - Perda de peso

A perda de peso geralmente ocorre na diabetes tipo 1, sendo mais raro na diabetes tipo2. O emagrecimento acontece por que a insulina também é o hormônio responsável pelo armazenamento de gordura e pelo processamento das proteínas do nosso corpo.

E como não há insulina nesse caso (diabetes tipo 1), o paciente não armazena mais gordura e para de produzir músculos.

Já na diabetes tipo 2 há insulina presente no corpo, porém, a resistência  quanto a ação da insulina vai se degradando aos poucos ao longo dos anos, ao contrario da diabetes tipo 1, que se extingui a produção de insulina rapidamente.

No caso da diabetes tipo 2, sempre estará relacionado a obesidade e a má alimentação.

  • 5) Sintomas da Diabetes: Fome em excesso

Sintomas da Diabetes - Fome em Excesso

Para quem tem diabetes, a fome em excesso é algo comum.

Mas vamos entender o porquê: O que acontecer é que a única forma que o organismo tem de produzir energia é através da glicose (açúcar), e como as células não conseguem glicose para gerar energia, o organismo entende que o paciente (mesmo comendo) está sem comer, provocando mais fome.

E como a glicose não é aproveitada no organismo, acaba sendo eliminada pela urina, e isso faz com que o paciente mesmo comendo mais, acabe emagrecendo.

 

  • 6) Sintomas da Diabetes: Dificuldade de cicatrização

Sintomas da Diabetes - Fome em Excesso

Com o aumento da glicose no sangue, começa a surgir alguns distúrbios no funcionamento do organismo.

A má cicatrização das feridas acontece por que há uma debilidade na função das células responsáveis pela reparação dos tecidos, diminuindo a reprodução celular.

 

 

A diabetes é uma doença silenciosa, por isso é importante você prestar muita atenção nos sinais que seu corpo emite (conforme sintomas mencionados aqui) e também fazer exames de sangue (medindo sua glicose) periodicamente, e claro, sempre fazer exercícios físicos.

Pois as consequências da diabetes podem ser perigosas e algumas vezes irreversíveis.

 

CONSEQUÊNCIAS DA DIABETES MAL CONTROLADA

As consequências da Diabetes quando não controlada pode ser um problema extremamente grave e perigoso. A Diabetes pode ocasionar amputações, cegueira, impotência sexual, problemas nos rins, coração, formigamentos nas pernas e mais uma serie de outros problemas.

No ano passado o governo divulgou informações do IBGE, dizendo que o índice de diabéticos no Brasil chegou na casa dos 9 milhões. Sendo a maioria mulheres com mais de 5,6 milhões de casos, e os homens com 3,4 milhões de casos confirmados. Esse índice é realmente assustador.

Vamos citar logo a baixo algumas consequências da diabetes mal controlada:

A) Complicações no sistema Cardiovascular

Diabetes tem cura?

Cerca de 75% das pessoas acometidas da diabetes tipo 2 costumam apresentar doenças cardíacas devido ao excesso de glicose no sangue.

Pois o excesso de glicose provoca o entupimento das artérias principais do coração.

E ainda o alto índice de glicose no sangue, pode também dificultar a passagem do sangue ao cérebro, podendo ocasionar derrames.

 

B) Risco de cegueira

Diabetes pode causar cegueira

Sim, a diabetes podem prejudicar os olhos e a visão. Lesões na retina, a retinopatia, acontecem devido à falta de tratamento durante a doença.

Na fase inicial da diabetes, a retinopatia é detectada quando os vasos do fundo do olho estão danificados, o que pode provocar hemorragia e vazamento de um líquido na retina. Quando a doença está mais avançada, a retinopatia é diagnosticada quando os vasos da retina ou do nervo ótico não conseguem levar nutrientes para o fundo do olho e, consequentemente, aparece a formação de vasos anormais que causam sangramento.

Se não for tratada logo no início, o portador da doença corre o risco de perder totalmente sua visão. Diabetes não é brincadeira, portanto, é recomendável fazer exames de sangue periódicos para prevenir.

C) Sistema nervoso

Altos níveis de glicemia podem atingir qualquer nervo do nosso corpo e prejudicar suas funções.

Esse outro efeito prejudicial da hiperglicemia é conhecido como neuropatia diabética, que pode se manifestar de várias maneiras.

D) Neuropatia periférica

Neuropatia periférica diabetes

A neuropatia periférica é uma situação que afeta os nervos periféricos, responsáveis por levar informações do cérebro e da medula espinhal para o restante do corpo.

A neuropatia periférica pode causar danos permanentes aos nervos, sendo muitas vezes um problema incapacitante e até mesmo fatal.

Geralmente a causa não é simples de descobrir. Mas é sabido que é muito comum a diabetes estar por trás disso, principalmente quando ocorrem em vários nervos do corpo.

 

E) Rins

Como curar diabetes nos rins

A diabetes pode também prejudicar o funcionamento dos rins. Conhecida como nefropatia, essa lesão apresenta sintomas, tipo: inchaço nos pés, elevação da pressão arterial, anemia e perda de proteínas através da urina.

Dentre as funções dos rins, uma é impedir que substâncias importantes para o organismo sejam descartadas pela urina, dentre elas, a albumina, um tipo de proteína do sangue.

Portanto, uma das maneiras mais comuns de se detectar o quanto os níveis excessivos de glicose estão afetando os rins é verificar se está ocorrendo perda de albumina na urina, mesmo que em pequenas quantidades.

É a chamada microalbuminúria. Quando a microalbuminúria for detectada, é hora de reforçar o controle da glicemia.

F) Amputações

diabetes causa amputacoes

A diabetes é uma doença que danifica os vasos sanguíneos, tanto os grandes quanto os pequenos.

Nossos nervos, que podem ser entendidos como pequenos fios elétricos que vão transmitir informações de calor, dor, frio ou pressão para o nosso cérebro, precisam receber sangue com oxigênio para funcionarem bem.

No caso da diabetes, existe uma diminuição do oxigênio que chega aos nervos através de pequenos vasos sanguíneos.

Com a perda da sensibilidade, o diabético passa a não sentir pequenos machucados nos pés, como os causados por um sapato apertado ou a costura de uma meia.

Há casos extremos em que pacientes diabéticos não sentiram a formação de queimaduras nos pés quando pisavam em um chão quente perto de piscinas.

Os machucados são a porta de entrada para bactérias e, juntando isso a dificuldade de cicatrização que faz parte do diabetes, o resultado muitas vezes pode ser a amputação devido a uma infecção local ou generalizada.

 

PREVENÇÃO É A PALAVRA-CHAVE

A diabetes é uma doença silenciosa.

A pessoa pode ter uma vida normal durante muito tempo com índices altos de glicose, sem sentir nenhum sintoma, mas quando as consequências da diabetes aparecem, são geralmente irreversíveis.

Por isso, se torna imprescindível a prevenção. Fazendo exames periódicos medindo a glicose, e sempre fazendo exercícios físicos.

Certamente com esses cuidados, a pessoa se poupará de várias situações desconfortáveis com seu corpo e mente.

Quando a diabetes já está instalada no corpo, é necessário um tratamento adequado e eficaz.

Por isso, quero mostrar aqui o testemunho de Michele Sullivan.

Veja como ela conseguiu reverter o diabetes em definitivo, e hoje ela vive uma vida normal e muito feliz.

 

TESTEMUNHO: Michele Sullivan 49 anos, Reverteu o Diabetes em Definitivo e Suspendeu Algumas Medicações Pesadas em 3 Meses.

Como reverter o diabetes

“O peso começou a cair. Dentro de um mês, minha pressão sanguínea melhorou. Em apenas três meses, meu médico reduziu pela metade meus medicamentos para diabetes.

“Agora eu tenho muita energia. Eu me sinto incrível – melhor do que nos meus 30 anos de idade. ”

“Então eu encontrei receitas e cuidadosamente mudei minha comida – reduzindo meus carboidratos para 50g, depois para 20-30g, por dia. (Diretrizes saudáveis ​​geralmente recomendam que um terço da nossa dieta seja composta de carboidratos.)

“O peso começou a cair. Dentro de um mês, minha pressão sanguínea melhorou. Em apenas três meses, meu médico reduziu pela metade meus medicamentos para diabetes.Como curar o diabetes 2

“E como eu não estava mais exausta, senti-me capaz de começar a me exercitar. Comecei devagar em um aparelho elíptico até cobrir dois quilômetros todos os dias.

“Nesse meio tempo, eu faria um treinamento leve”.

“Perdi quatro quilos e meio e sou livre parcialmente de medicação. Meus níveis de HbA1cs caíram para 5,3. Eu ainda tenho mais quilos para perder, mas estou feliz em fazê-lo devagar e com firmeza.

“Antes de reverter meu diabetes de uma forma inédita e nunca vista antes, eu estava infeliz e não conseguia passar um dia sem ter aquela sensação de sono incontrolável que prejudicava o meu dia a dia.”

 

Se você quiser saber os detalhes desse tratamento que a Michele Sullivan fez, basta acessar o site clicando nesse link 👉👉👉 Como Reverter o Diabetes.

Espero que tenha gostado. Até mais!

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀